Resiliência no Empreendedorismo - 10 Características Fundamentais



Como você reage diante de um grande desafio? Você fica calmo ou acha que o mundo vai acabar? Se algo inesperado e negativo acontece, você entra em desespero? Hoje trataremos de um tema importantíssimo aos negócios: como reagir de forma consistente a desafios e dificuldades. Mais precisamente da resiliência no empreendedorismo!

O conceito mais técnico de resiliência surgiu da física: quando um objeto conseguia voltar à forma original após grande pressão, como uma mola, era considerado um objeto resiliente. Na psicologia, a resiliência foi entendida como a capacidade de indivíduos superarem os efeitos de uma adversidade, na capacidade de se recompor e seguir adiante depois de momentos difíceis.

Os dois conceitos se colidem, pois, ao contrário da física e da mola, um ser humano jamais sairá de uma situação complexa da mesma maneira que entrou. Afinal, cada superação resulta em um novo aprendizado. Entretanto, os dois conceitos contribuem para encontrarmos maneiras de superar as adversidades.

A resiliência e o empreendedorismo

Você já deve ter ouvido ou lido em algum lugar que a resiliência é um pilar fundamental para um empreendedor. Mas afinal, porque ela faz tanta diferença nos negócios?

Se existe alguém e uma história de empreendedorismo que define bem resiliência é a de Thomas Edison. O norte-americano é um dos personagens mais incríveis e que mais contribuíram para o mundo e para o conceito de empreender.

Edison se tornou famoso por ter inventado a lâmpada incandescente, um dos objetos mais utilizados no mundo. Apesar de parecer simples à primeira vista, sua história é repleta de tropeços, fracassos e muita resiliência.

Antes de chegar a versão final da lâmpada incandescente, Edison enfrentou uma enorme quantidade de fracassos enquanto não conseguia encontrar o material certo para fazer o filamento interno sem que este se queimasse na hora de acender.

Quando lhe perguntavam se não era hora dele desistir após tantos insucessos, ele costumava responder: “Eu não fracassei. Apenas descobri 10000 maneiras que não funcionam”. Sim, foram mais de 10 mil experiências até encontrar a solução no filamento de tungstênio.

O espírito empreendedor e resiliente de Thomas Edison é uma grande fonte de inspiração. Não à toa é campeão de abordagens quando o tema é resiliência.

Claro, nem todos de nós somos como Thomas Edison, mas temos a possibilidade de escolher claramente como abordar e enfrentar as dificuldades decidindo o que fazer de nossas vidas.

Trabalhar suas características resilientes é fundamental!

Considerando que em uma empresa o caminho para o sucesso é feito de muitos altos e baixos, e que fazer ajustes constantes, ser flexível e adaptável é fundamental, a resiliência como a que Thomas Edison viveu é primordial para que o empreendedor continue apostando no seu sonho.

Ser resiliente, portanto, é uma sobrevivência pessoal. Se o indivíduo é capaz de errar, olhar por um novo ângulo e refazer de outro jeito, é porque ele é resiliente.

O fato é que empreender é estar em busca de desenvolvimento e, portanto, estar constantemente fora da zona de conforto. Ao estar nessa posição, é normal que você corra alguns riscos e faça algumas apostas, cometendo erros, enfrentando dificuldades e topando com obstáculos externos. É nessas horas que sua capacidade de resiliência será testada e poderá ser um diferencial para alcançar metas.

Não se trata de insistir em erros ou persistir sem reestruturação. É sobre aprender, adaptar-se e persistir propositivamente. Resiliência não é uma característica isolada, útil apenas para encarar problemas. Ao contrário, é uma característica intrinsecamente ligada àqueles que conseguem enxergar a vida de forma diferente.

Vejamos algumas características de empreendedores resilientes:

1 - Possuem propósito: mesmo com todos os problemas do dia a dia, lembram-se diariamente de seus objetivos e mantém o foco. Afinal, todos temos frustrações, mas é preciso encontrar maneiras de fazer nosso produto ou nossa visão sobreviver por vias alternativas se a primeira tentativa não deu certo.


2 - Desenvolvem o Senso de Dono e assumem a responsabilidade por suas escolhas e atitudes sem culpar fatores externos quando algo dá errado. Se quiser saber mais sobre como desenvolver o senso de dono, leia o livro O Dono da História.

3 - Aproveitam suas forças: são pessoas que identificam seus pontos fortes e contam com suas potencialidades para lidar com as situações adversas.

4 - São otimistas: aprender a ver a vida de maneira otimista e positiva é fundamental.

5 - Enxergam nos erros oportunidades: os erros te ajudam a aprender, te tornando mais experiente e sábio. Porém, é preciso querer aprender com os erros e enxergá-los como uma maneira de se tornar ainda melhor.

6 - Aceitam as mudanças: o mundo muda com o tempo, e isso nem sempre é ruim. É preciso aceitar que a vida está em constante evolução para não se cristalizar e estagnar na zona de conforto.

7 - Cultivam autoestima e confiança: por mais difíceis que estejam os tempos, os empresários resilientes nunca deixam de acreditar na sua capacidade de superação.

8 - Contam sempre com uma rede de apoio: todo mundo precisa de ajuda, e é fundamental que você fortaleça seus relacionamentos e tenha pessoas capazes de te entender e que você saiba se relacionar.

9 - Se superam diariamente: os empreendedores precisam todo dia repensar, recriar e reprogramar suas empresas. O empreendedor resiliente é, portanto, aquele que consegue mudar sua gestão para ganhar mais produtividade e consistência. É aquele que tem atitude de mudança!

10 - Questionam suas certezas: o choque com as próprias crenças é algo inevitável ao empreender, pois, como dissemos acima, o mundo está em constante evolução e mudança. Para se adaptar é preciso se questionar e aprender sobre as novas tendências.

A resiliência empreendedora torna as empresas mais resistentes às adversidades

Como você pode ter percebido, uma pessoa resiliente é o oposto de uma pessoa facilmente vulnerável, uma vez que é capaz de se adaptar e fornecer uma resposta reativa as suas dificuldades.

A boa notícia é que você também pode, se quiser, trabalhar sua resiliência no empreendedorismo e alcançar o máximo de seu potencial. Acompanhe mais assuntos como esse no nosso Instagram e YouTube e fique por dentro das nossas iniciativas.

0 visualização

© 2020 por CarlaWeisz Consultoria