Empresas de Sucesso: Como Aproveitar os Momentos de Crise



Pode parecer história de pescador, mas historicamente, é em momentos de crises que ideias geniais surgem na cabeça de empresários. Nesse espírito, lançamos mais um conteúdo com histórias de sucessos de como empreender na crise.

A verdade é que muitos empresários, quando se vêem sem saída para salvar o negócio, ao invés de desistir e jogar a toalha, tomam medidas extremas, exercitam a criatividade e aceitam os riscos de uma nova empreitada. Várias marcas reconhecidas mundialmente surgiram assim!

Polishop: uma história de inovação e visão estratégica

Se fosse possível entrar em uma máquina do tempo e voltar 30 anos atrás, muita gente se surpreenderia com o Brasil daquela época. É possível até que alguns pudessem pensar que foram parar em outro lugar do planeta.

Em 1990 o país passava por 4 mudanças de moeda, com uma inflação de mais de 2.477% ao ano e crises agudas de política sócio econômica como no confisco das cadernetas de poupança no Plano Collor.

Nesta época o Brasil também era um dos países com maior política restritiva no que diz respeito ao comércio internacional. Em razão, principalmente, das frequentes crises cambiais, importações só eram realizadas para suprir a produção interna, as tarifas eram elevadas, existia lista de produtos proibidos e limites de importação anual por empresa.

No meio dessa história toda estava João Appolinário, um jovem empresário que atuava como sócio de uma concessionária de automóveis da família. Embora seu caminho natural fosse suceder seus pais nesta empresa, João tinha um objetivo fixo em sua cabeça: empreender e inovar!

João logo saiu do negócio da família e passou a trabalhar com vendas em meio ao caos que vivia o Brasil do começo dos anos 90. Após algumas viagens aos EUA, decidiu apostar na venda de um produto emagrecedor: o kit de 7 Days Diet.

Entusiasmado, ele apresentou o produto para especialistas, consultores de marketing e vendas diretas. Todos achavam aquilo uma loucura, uma vez que o produto era caro (cerca de R$ 230) com os resquícios das políticas de importação no país, além do kit ser difícil de ser distribuído, já que a embalagem era muito grande para um pacote.

Além disso, muitos tentaram dissuadir Appolinário sobre seu método de venda. Ele acreditava que seria possível vender seu produto de uma forma inovadora à época, através da televisão e telefone, opinião da qual a maioria dos consultores discordavam.

João então resolveu pôr seu plano em prática. Para isso, fechou sociedade com o ex-piloto Emerson Fittipaldi, que acabou sendo também o garoto propaganda do produto. Os dois gastaram cerca de 500 mil dólares para iniciar as vendas e contrataram uma transportadora para realizar as entregas.

Em três anos, o 7 Days Diet vendeu mais de 600 mil kits e obteve uma receita de mais de R$ 130 milhões. Estava claro que João havia descoberto uma maneira inovadora de atingir seu público e vender seus produtos.

Em 1999, já com um Brasil com uma abertura comercial mais estabelecida, com flexibilização do regime cambial, extinção dos regimes especiais de importação e estabilidade em sua moeda, o Real, João Appolinário decidiu iniciar suas atividades com a Polishop.

A empresa teve um crescimento rápido. A estratégia era colocar um vendedor que explicasse todos os pormenores dos produtos, focando nos benefícios. Com a experiência adquirida nos momentos de crise, João aproveitou o bom retorno dos dias de vendas do kit 7 Days Diet e apostou na compra de produtos importados (na época, mais de 80% dos produtos da Polishop eram importados) e grandes espaços na TV de canais pequenos para continuar sua estratégia de vendas via televisão e telefone.

O fim da hiperinflação dos anos 90 e da estabilidade do cenário político-econômico também contribuiu para que a Polishop pudesse oferecer ao consumidor a condição de parcelar suas compras em dez vezes, algo bastante incomum na época. Como resultado, a Polishop chegou a vender mais de 1 milhão de grills em menos de dois anos.

Para não bater de frente com grandes lojas varejistas que já se incomodavam com o crescimento da empresa, a Polishop também passou a vender produtos importados, mas com fabricação em solo brasileiro. Podendo, assim, praticar preços mais acessíveis para grande parte da população.

Atualmente, a Polishop tem uma grande rede para divulgação e comercialização de seus produtos. Além das televendas, a companhia possui lojas físicas e virtuais, catálogo e representação comercial independente. São mais de 280 lojas próprias, 145 mil parceiros de venda direta, 3,8 mil funcionários e um faturamento que ultrapassa R$ 1 bilhão por ano.

A boa gestão interna está intrinsecamente ligada à lucratividade e inovação

João Appolinário é considerado um visionário, pois sua estratégia de negócios já estava alinhada com as tendências para o novo século e para um mercado em crise que pulsava por novas possibilidades. Hoje, a Polishop é muito conhecida pela população devido aos seus comerciais divulgados na televisão. O faturamento anual, que ultrapassa R$ 1 bilhão, é raro entre empresas da mesma idade.

O sucesso está no diferencial. Em vez de apenas vender, o foco central foi no investimento em sua organização interna, preparando funcionários para compreender o conceito da Polishop e suas necessidades para comunicar melhor, e no aprofundamento de entendimento sobre os canais de comunicação com o cliente, trabalhando com um marketing multinível e oferecendo uma entrega eficiente.

Ao apostar em uma boa ideia somada a uma cultura organizacional e de gestão eficientes, foi possível investir de forma assertiva e oferecer algo que inovou as formas de comércio eletrônico no Brasil.

A hora de virar o jogo é agora!

Transformar negócios está em nossa alma! Consultorias, palestras, treinamentos e mentoria são nossas especialidades. Auxiliamos empresas de pequeno e médio porte a integrar os desafios de seus negócios e das relações humanas, propondo pensamentos e ideias que consigam imprimir uma profunda conexão que transformem positivamente a vida das pessoas, das organizações e da sociedade.

Conheça nosso método, visite a página Carla Weisz no Instagram e Facebook e saiba mais como empreender na crise e assumir um papel de protagonismo nessa retomada.

5 visualizações

© 2020 por CarlaWeisz Consultoria