Empreendedorismo Feminino: As Lições de Coco Chanel



Mademoiselle Gabrielle Chanel, assim era conhecida uma das mulheres mais à frente de seu tempo e um dos mais importantes exemplos do empreendedorismo feminino e do poder do jeito de pensar de protagonista em nossas vidas.


Protagonismo no sentido da capacidade de conduzir seu próprio rumo através de ações, como uma arma de luta que quando disparada soa como um: “ei, estou falando e fazendo algo importante aqui, escutem!!!”.


Essa era Gabrielle Chanel, uma protagonista por natureza, não só por ser idealizadora da marca Chanel, uma das mais importantes empresas de vestuário e itens de luxo do mundo, mas por quebrar padrões da época, apresentar modelagens inovadores e criar o que hoje é referência de qualidade, não só no modo de vestir das mulheres, como também em seu comportamento.


Muita gente se engana em imaginar que Gabrielle Chanel nasceu em uma família aristocrática francesa e, por isso e através disso, fundou o império que leva seu nome.


Muito pelo contrário. Ela passou a maior parte da sua infância em um orfanato após a morte da sua mãe e abandono do pai. Na juventude, para se manter, trabalhava de dia como costureira e de noite como cantora em um cabaré.


Aliás, foi nessa época que ganhou o apelido de “Coco”, em referência a uma das músicas do número que apresentava.


Foi quando conheceu o milionário Etienne Balsan, com quem passou a viver, onde começou a mostrar o seu diferente jeito de pensar o mundo, principalmente no que tratava de moda e comportamento. Era uma mulher sem medo de ousar e ser diferente.


Um dos grandes marcos de sua mente empreendedora e protagonista, foi a abolição dos espartilhos. Gabrielle passou a adaptar alguns trajes masculinos para si mesma, fazendo cortes mais retos e menos extravagantes.


Foram muitos os exemplos de quebras de paradigmas envolvendo o comportamento e moda da época, que por muito causou estranhamento, mas que ao longo do tempo foi reconhecido como algo inovador e que revolucionou o mercado da moda.


Para ser insubstituível você precisa ser diferente - Coco Chanel


Em uma época em que as mulheres dificilmente tinham algum tipo de protagonismo, Chanel se tornou uma referência feminina e inspira mulheres a acreditarem em suas ideias e a lutarem pelo seu propósito.


Primeiro porque rompeu com os padrões da época, desenvolvendo um jeito único de pensar o mercado da moda, alterando cortes, utilizando novos tecidos e criando estilos únicos, vanguardistas e impensáveis para o início do século XX.


Segundo porque sempre mostrou persistência e determinação, um verdadeiro espírito protagonista. Pois, apesar das adversidades, dos olhares e opiniões contrárias, perseguiu suas ambições e construiu seu próprio negócio.


Foi também muito determinada a lutar pelo que acreditava, mesmo indo contra ao que era imposto às mulheres da sua época.


Era uma mulher que já entendia, à época, a importância do bom Networking e de trocar informações com pessoas que possam agregar valor ao seu negócio, estabelecendo relações com pessoas que a ajudaram a divulgar seu trabalho e apoiar financeiramente sua empreitada rumo ao sucesso.


E por último porque sempre se preocupou com inovação, na busca de oportunidades e pelo espírito empreendedor, confeccionando chapéus modernos e arrojados, criando peças clássicas, como o tailleur de tweed, o cardigã, o vestido preto de corte sóbrio ou a simples bolsa de matelassê.


Chanel mostrou, acima de tudo, um jeito de pensar diferente ao que era imposto a ela à época, e foi esse espírito de protagonista que a fez triunfar e conquistar um mercado que jamais sonharia em tê-la como uma grande inovadora.

192 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2020 por CarlaWeisz Consultoria