Dono da Empresa: Qual a sua Função?




E aí, capitão/capitã. Você sabia que muitos donos de negócios se encontram em uma encruzilhada parecida?


Sim, muitos ainda se embolam no “faz de tudo pra empresa funcionar” com o “vou atuar estrategicamente pra fazer a empresa crescer”.


E isso acaba resultando em um questionamento legítimo: continuo como funcionário da minha própria empresa ou assumo de vez o comando?


Você pode estar pensando: mas uma coisa não exclui a outra Carla… não é verdade?


Bom, se você faz tudo dentro da sua empresa, quem organiza ela? Quem pensa os caminhos para ela crescer?


Porque, imagina que você tá prestes a fazer uma viagem dos seus sonhos. Chegou o grande dia!


Você prepara tudo, os documentos, suas roupas, as crianças… Você tá certinho no embarque, entra… arruma sua cabine, suas roupas e descansa algumas horas.


Você levanta depois de algumas horas e se arruma pra dar uma volta no navio, pra ver a piscina, o teatro, olhar o mar.


Em um determinado momento, você pergunta se sua família quer comer alguma coisa no restaurante. Claro né, as crianças já tão igual jacaré esperando qualquer coisa pra triturar e mandar pra dentro do estômago.


Bom, você chega no restaurante e senta, bate papo… come alguma coisa e aproveita ali aquele ambiente.


Em um determinado momento, você escuta uma voz atrás de você dizendo:


  • Oi, você aceita um café?


A pessoa te estende a xícara de café, você olha e diz obrigado.


Você acha estranho aquela cortesia… e olha direito pra ver quem é a pessoa que está te oferecendo aquele café.


Quando você olha bem é o próprio comandante do navio, todo fardado, servindo o café pros hóspedes no restaurante.


Você não acredita… e olha de novo pra ele e pensa:


  • Se o comandante está aqui servindo o café, quem está comandando o navio?


Imagina que nesse momento acontece um grande impacto no navio e uma grande correria começa… Você começa a ver pessoas desesperadas andando de um lado pro outro sem saber o que está acontecendo.


Nesse momento você olha pro capitão do navio e vê ele pálido, com os olhos arregalados e claramente em desespero. Será que ele poderia ter evitado esse acidente se estivesse no controle?


Será que aquele navio não seria melhor administrado se o capitão estivesse pensando em como fazer o navio, como um todo, funcionar no máximo de sua qualidade e não estar realizando tarefas que poderia delegar?


Claro, essa história é um exagero, mas serve muito bem pra ilustrar nosso tema de hoje.


O fato é que os capitães dos navios ficam na cabine de controle, traçando estratégias pra viagem ser tranquila, e não servindo o café.


Isso não é desmerecer nenhum dos seus funcionários, mas apenas ilustrar que cada qual tem suas responsabilidades e atribuições dentro daquele espaço, e que quando uma dessas pontas falha, o navio como um todo pode perder o rumo.


Porque pensa comigo: se o capitão está na cabine de controle, ele pode verificar se a rota do navio está correta, se a velocidade é a melhor, qual é o comportamento do mar…


Portanto, se você acredita que trabalhando 14h, 15h por dia, você está fazendo sua empresa crescer, você está enganado! Porque acredite, a empresa é reflexo do seu dono, pro bem e pro mal.


E quando você assume todas as responsabilidades, você está passando uma mensagem péssima pros seus funcionários e, pior do que isso, não está trabalhando pra fazer sua empresa crescer.


A questão é que é difícil se livrar de algumas âncoras, de crenças limitantes, como a de que “se quero algo bem feito, tenho que fazer eu mesmo”.


Não, a questão aqui é: “se você quer uma empresa que bate metas e cresce, você tem que ter uma equipe capaz”.


A verdade é que a maioria das pessoas não planeja fracassar, mas costuma fracassar por não planejar, por não estar no estratégico pensando soluções pra furar os obstáculos que travam seu crescimento.


Por outro lado, quando os objetivos e metas são pensados de forma estratégica, eles dão à empresa um norte, evitando que ela se sinta abalada por uma moda ou um devaneio qualquer.


Com o mundo globalizado e concorrido em que vivemos, é extremamente necessário que os donos de negócios saibam onde querem chegar, imaginando o futuro e, principalmente, planejando ações para alcançar o patamar desejado.


Essa mentalidade é cada vez mais primordial, pois não importa que tipo de empresa você quer se tornar, você irá encontrar um mercado dinâmico e altamente competitivo à frente.


Se você ainda não sabe como aplicar esse planejamento transformando-o em ações para sua empresa, te convido a visitar nosso perfil no YouTube e Instagram, @carlaweisz, e saber mais sobre as técnicas para preparar sua empresa para crescer.



331 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo