Do Aterro Sanitário a Glória! A História de Geraldo Rufino



Hoje quero destacar uma história incrível de protagonismo, com um jeito de pensar vencedor que saiu literalmente das latas de lixo para a glória de comandar a maior empresa de reciclagem de caminhões e distribuidora de peças seminovas do Brasil e da América Latina, a JR Diesel, que fatura mais de R$ 50 milhões por ano e só cresce.

Estou falando do Geraldo Rufino, dono de uma das histórias mais inspiradoras de empreendedorismo. Não só em sua trajetória, de catador de latinhas em um lixão para um dos mais bem sucedidos empresários do Brasil, mas em um aspecto essencial dos vencedores: o seu jeito de pensar!

A trajetória dos aterros ao sucesso!

Tudo começou em Campos Altos, Minas Gerais, onde Rufino nasceu. A família toda se mudou para São Paulo depois que uma geada queimou a lavoura de café dos pais.

Moravam em um barraco de madeira na favela. Uma construção simples, cheia de frestas que não seguravam a entrada do sol. Apesar das dificuldades, a mãe, muito religiosa, driblava os problemas e criava histórias para incentivar os filhos. Dizia que as frestas que não seguravam a luz do sol eram divinas, pois mostravam que todos haviam ganhado mais um dia de vida.

Rufino carrega até hoje o hábito de agradecer cada dia… e, mesmo que tenha perdido sua mãe aos sete, sempre se refere a ela como seu grande exemplo e costuma citar muitas de suas lições nas palestras e entrevistas que dá, mesmo no pouco tempo em que conviveram.

Quando sua mãe morreu, a família acabou se mudando e Rufino teve que trabalhar duro. Começou como ensacador em uma fábrica de carvão, mais tarde catando latinhas no lixão em busca de mais lucro.

Desde cedo teve uma visão empreendedora, iniciando negócios como vendedor de latinhas, fazendo um “cinema em casa”, uma barraca de frutas, um campo de futebol de aluguel e até uma frota de carrinhos de madeira.

Todas essas experiências renderam duas quebras a família Rufino, uma depois que uma máquina levou todo seu dinheiro escondido em um terreno baldio enquanto catava latinhas, e outra quando seu pai utilizou todo o dinheiro guardado para se casar.

Seu grande salto profissional começou quando arrumou um emprego de office boy para a empresa que viria a ser o Playcenter. Neste trabalho comprou seu primeiro carro e começou a expandir suas responsabilidades, chegando a se tornar gerente da área de fliperamas e jogos eletrônicos e montando sua própria empresa de carretos e mudanças em geral.

Em 1985, aos 27 anos, ele viu mais um de seus empreendimentos quebrarem… Os caminhões dos irmãos se envolveram em um acidente. Sem seguro e dinheiro, os irmãos desmontaram os veículos para vender as peças e honrar os pagamentos do financiamento dos veículos. Mas nem tudo era tristeza, pois foi a partir desse acontecimento que surgiu a JR Diesel, uma desmontadora e recicladora de veículos.

No final dos anos 80 Rufino deixou o emprego como gerente do Playcenter para se dedicar exclusivamente ao seu próprio negócio na JR Diesel, que passava por dificuldades e precisava de maior atenção.

Na década de 90, a JR Diesel começou a crescer, aprimorando as técnicas de rastreabilidade. A organização da empresa também começou a atrair novos públicos, como os frotistas, chegando a comprar grandes lotes de renovação de frota dos seus clientes e, posteriormente, a venda de veículos no atacado.

Com a venda de seminovos subindo, uma montadora de caminhões internacional ofereceu uma concessão de São Paulo, Santos e Vale do Ribeira para a venda de seus veículos à JR Diesel. Foi aí que surgiu a JR Veículos.

Em 2003, a montadora deixou o Brasil por questões internas, sem honrar entregas e garantias, fazendo com que Rufino quebrasse novamente. Acabava ali a curta vida da JR Veículos e a atividade de venda de caminhões da JR Diesel.

A falência fez Rufino perder R$ 8 milhões que havia investido na nova empresa e ainda assumir uma dívida de R$ 16 milhões. A reestruturação foi gradual e lenta, mas o fez ter mais foco e investir com maior precisão em seus negócios.

Em dez anos a JR Diesel saiu da concordata à liderança no setor onde atua. Atualmente, a empresa fatura R$ 50 milhões por ano, sendo a maior empresa de peças seminovas da América Latina.

“Se você, ao invés de se lamentar, olhar para o lado e se movimentar, vai encontrar oportunidades” - Geraldo Rufino

Quantas vezes você já ouviu falar sobre como o pensamento tem o poder de influenciar vários aspectos da nossa vida? Uma, duas, milhares de vezes? Pois saiba que não é nenhum clichê. A forma como você pensa e encara a vida é determinante para o seu sucesso no trabalho ou como empreendedor.

Rufino nunca levou nenhuma de suas derrotas como algo desesperador. Ao contrário, olha para todas elas como algo extremamente positivo e enriquecedor.

Em todos os aspectos, a empresa sempre será o reflexo do seu dono. Ou seja, se a liderança não mudar, nada vai mudar… Por isso destacamos a história de Rufino, pois assim como ele fez, é preciso assumir a responsabilidade e entender que pensamentos geram ações, e ações geram resultados.

A construção de uma administração que entrega resultados e gera um modelo de gestão sólido, eficiente e lucrativo, que leva empresas para outro patamar, passa pela capacidade de cada um de nós enxergamos nossas potencialidades e reagir diante de problemas, desafios e críticas.

Gostou desse tema? Cadastre-se e faça parte de uma comunidade de donos de empresas focados e ambiciosos, que desejam virar o jogo e fazer história.

103 visualizações

© 2020 por CarlaWeisz Consultoria