Como Manter o Propósito da sua Empresa Vivo?



Propósito, essa linda palavrinha pode ser considerada o coração de um negócio.


Quando o propósito existe, transparece e ilumina, a empresa parece caminhar mais leve… segura do que precisa fazer para prosperar.


Quando o propósito se perde, se esconde ou não faz mais sentido, é como andar em uma areia movediça: muito esforço, muito suor e nada de sair do lugar.


Ter um propósito, como diz Luiz Felipe Pondé, é ter o senso de pertencimento a algo superior a nós mesmos, pelo qual devemos trabalhar para um futuro melhor. É isso que cria a verdadeira felicidade.


Quando encontramos o propósito profissional de nossa empresa, de nossa função como gestor estratégico, é nítido que nos sentimos empoderados para realizar mais e melhor, promovendo maior otimismo, bom humor, gratidão, auto confiança e positividade de uma forma geral, elementos fundamentais a formação de uma empresa pronta para crescer.


Acontece que não basta apenas que saibamos qual é esse propósito e, pronto, boom!!! As coisas vão acontecer naturalmente e tudo vai se resolver como em uma passe de mágica.


Não. Ter um propósito é como cultivar uma linda árvore… é preciso regá-la, de vez em quando retirar as folhas secas que já não fazem mais sentido para aquele lugar, entender os momentos de poucos frutos e continuar trabalhando para o crescimento.


Se você quer fortalecer o propósito da sua empresa, eu costumo recomendar que você precisa trabalhar alguns aspectos básicos de comportamento:


1 - Pontos de evolução:


Trata-se de adotar o hábito de anotar, diariamente, seja em um bloco de notas do celular ou em um caderno, motivos pelos quais você sentiu que sua empresa pode evoluir.


É um exercício que nos força a enxergarmos o lado positivo das coisas, freando os pensamentos negativos e erros, que atrapalham o ambiente de negócios, mas de saber identificar e, posteriormente reforçar, os pontos positivos do seu negócio.


2 - Pontes para o sucesso:


Significa definir um objetivo bem claro e então visualizá-lo mentalmente. Não se trata apenas de pensar como será o momento da conquista, do sucesso, mas de vivenciá-lo em todas sua plenitude, elencando possíveis obstáculos e experimentando as soluções para esses problemas de forma mental, visualizando as etapas para que eles ocorram e como é possível aperfeiçoar sua caminhada.


É uma forma extraordinária de combater as limitações e pensamentos negativos, e manter-se firme em seus objetivos, e melhor do que isso: de praticar sua gestão estratégica, fundamental para quem quer ter uma empresa de alta performance.


3 - Unir planejamento e execução:


Trata-se de reafirmar o compromisso de acreditar em um plano e de compreender que todo plano precisa de boas ações, de um poder de execução. Só assim um planejamento se torna importante para uma empresa e faz o propósito ter um sentido dentro do negócio.


4 - Não se apegue demais:


Não se limite a fazer apenas o que acredita ser suficiente para sobreviver como empresa. Isso não quer dizer que você deva sair realizando as tarefas de todo mundo ou criando novas de qualquer maneira.


Quer dizer que você pode e deve consumir mais livros e se aventurar em outras áreas conexas ao dia-a-dia da sua empresa. São os pequenos aprendizados somados que resultam em uma experiência capaz de te colocar em posição de enxergar boas oportunidades onde todos só vêem obstáculos.


Pois, acredite, os propósitos não se apegam a ideias, mas eles se adaptam às realidades e, assim, sobrevivem até que se tornam sucesso.


5 - Tenha metas:


Não leve isso a sério mais do que ele deve ser: um mural de metas!


Ele serve para você ter um resumo visual do que realizou e do que pretende realizar, colocando um ponto de concentração importante para ter uma empresa mais organizada e focada nos elementos que trarão maior desenvolvimento.


As atividades propostas acima não são criadoras de propósitos, mas ferramentas que irão te auxiliar no despertar de sua própria inspiração, motivação para criar novos processos de crescimento.


Adotá-las como parte da sua rotina é buscar um aumento da percepção de realidade, do seu próprio potencial e dos desafios para fazer sua empresa ir além.


Pois, como diria Charles Chaplin: “Bom mesmo é ir à luta com determinação, abraçar a vida com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, pois o triunfo pertence a quem se atreve”.

334 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo