Como Fazer um bom Feedback?



Grande parte de nossas relações diárias, independentemente do tipo de situação que vivemos no dia a dia, somente são percebidas, desconstruídas e aprimoradas com a ajuda de pessoas com as quais convivemos.


Assim, o feedback se torna uma importante ferramenta pelo fato de oferecer uma visão aos colaboradores, os permitindo compreender como estão desempenhando suas funções e como são enxergados no ambiente de trabalho.


Em outras palavras, é possível dizer que a importância do feedback está no alinhamento do comportamento do colaborador ao grupo, item fundamental para alcançar resultados expressivos, sejam eles individuais, para a empresa e para os demais profissionais de uma forma geral.


Porém, uma coisa é certa: para dar e receber feedbacks, é preciso a disposição certa!


Muitos donos de negócios acreditam que o processo é algo simples e acabam por utilizá-lo de maneira equivocada, apontando defeitos e até mesmo ofensas, o que acaba por não auxiliar em nada no processo de crescimento e desenvolvimento da empresa.


Essa “disposição certa” também é necessária para os funcionários, uma vez que é preciso processar as informações com equilíbrio e apresentar proatividade para melhorar aquilo que é preciso para alcançar resultados mais expressivos.


Diante disso, compreender como aplicar um bom feedback, seja de que tipo for, passa pelo entendimento de que é preciso demonstrar respeito por quem o receberá e se dispor a ajudar com as ferramentas necessárias para o desenvolvimento ou correção do problema apresentado.


Do outro lado, é necessário recebê-lo como um presente, ou seja, como uma atitude que visa melhorar seus atributos para render e se mostrar mais preparado para os desafios que serão impostos.


De maneira geral, é possível desmembrar 3 tipos clássicos de feedback que devem ser apresentados de maneira correta. Vejamos:


1 - Feedback positivo: é aquele que exalta pontos positivos como um bom comportamento, a resolução eficaz de problemas, o bom andamento de atividades ou proatividade para trazer soluções para a empresa.


Ao realizar esse tipo de feedback, você deve mostrar que observa a jornada do funcionário em questão, se preocupa com seu desenvolvimento e reconhece quando um bom trabalho está sendo feito, item ideal para a motivação, eficiência e produtividade.


O feedback positivo é importante para o colaborador, principalmente para que ele se sinta valorizado e motivado para manter uma performance eficiente. Por outro lado, é igualmente importante para a empresa, pois a implementação de uma cultura de feedbacks contribui para que os profissionais sejam cada vez mais eficientes, pois saberão que existe um corpo técnico capaz de avaliá-los e direcioná-los, criando um ambiente saudável e produtivo.


Como se trata de um parecer positivo, esse tipo de feedback pode ser realizado em público, como em reuniões de equipe, como também de forma individual, seja através de um e-mail ou uma bonificação salarial, ambas com o intuito de incentivar o bom comportamento e ações assertivas na rotina profissional.


2 - Feedback negativo: é aquele que irá destacar pontos que precisam melhorar, desde um comportamento inadequado ou alguma atitude que esteja afetando negativamente o desempenho da pessoa ou do coletivo.


É aconselhável que seja feito individualmente e que se escolha as palavras. Claro, apontando os erros e falhas prejudiciais a empresa, mas que ao mesmo tempo incentive a mudança e ofereça as ferramentas para desenvolver os pontos negativos apontados.


Trata-se de um processo necessário e muito importante. Quando feito de forma assertiva, é fundamental para que profissionais não desviem do caminho, na implementação de melhorias necessárias na execução de tarefas, na melhora de atuações coletivas e individuais, bem como no alinhamento do que a empresa espera do indivíduo.


3 - Feedback construtivo: pode ser considerado a junção dos dois anteriores, pois busca apontar algo que não está adequado em conjunção com soluções para que o problema seja resolvido.


É o tipo mais indicado para as empresas, principalmente com pessoas que não conseguem ainda lidar bem com comentários negativos. Ao identificar um ponto de melhoria de uma pessoa e elaborar uma maneira de lidar com ele, você passará mais confiança e proporcionará mais motivação, evitando que a prática seja compreendida apenas como uma bronca.


Lembre-se, todo feedback produz retornos e consequências. Desses resultados é que poderemos tirar a importância de sua aplicação.


O retorno diz respeito aos reflexos do aprendizado que essa ferramenta proporciona à consciência do colaborador. Ou seja, do conhecimento exato dos pontos que precisam mudar.


A consequência está ligada à motivação em desempenhar um bom trabalho a partir dessas críticas construtivas, o que trará mais informações sobre o perfil dos seus profissionais, das maneiras mais efetivas de lidar com os pontos de melhorias e as formas de contribuição para o crescimento profissional da empresa.


É isso! Não esquece de deixar um coração e nos acompanhar nas redes sociais @carla_weisz Instagram e no YouTube para ter mais conteúdos como esse. Te vejo na próxima semana.

428 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo