A Habilidade de Empreender: História da Brisanet



Se existe um tema que não me canso de explorar é o protagonismo empresarial! Sim, afinal, empreender para mim é muito mais do que abrir um negócio próprio, mas se relaciona muito com o jeito de pensar a vida, assumindo as rédeas da própria vida.

Por isso não me canso de falar de protagonismo no empreendedorismo, pois o empreendedor deve ser um protagonista por natureza. A palavra é grega, e significa ser o primeiro (prótos) e agir (agon), ou seja, remete a tudo que um empreendedor deve ser, acrescido das características de liderança.

Protagonistas são, portanto, pessoas conscientes que assumem o papel de agentes transformadores de alto impacto, que constroem uma vida com mais significado, mais propósito e conquista de sonhos e resultados.

Mas não se engane, pois essa autoconfiança está intrinsecamente ligada ao conhecimento de que não precisam estar “a frente de”, mas “junto de”. Ou seja, são maduros o suficiente para tomar decisões que privilegiam o todo, e não só o local.

Os protagonistas também não são perfeitos. Pelo contrário, são incompletos e sempre se sentirão assim, famintos, sedentos, inconformados… pois sabem que as pessoas que se sentem completas param de crescer, aprender, construir, evoluir. Também sabem que sempre precisarão de outros, e por isso sempre buscarão seu complemento no outro.

Para os protagonistas, não existe esperança onde existe certeza, pois a certeza leva à soberba e à arrogância que impedem o crescimento. Por isso se equilibram em busca da harmonia entre a individualidade e a coletividade, entre a ação e a reflexão. São, em suma, abertos e curiosos. Usam sua bagagem e repertórios pessoais para descobrir seus próprios talentos e seu potencial, direcionando essa energia para se conectar com o mundo e compreender o todo.

O protagonismo de José Roberto Nogueira e a linda história da Brisanet

José Roberto Nogueira nasceu em uma zona rural de Pereiro, uma pequena cidade cearense que, à época, não tinha mais que 5.000 habitantes. Ali só moravam ele, os pais e os dez irmãos. A família vivia isolada, sem energia, cultivando seu próprio alimento em uma vida sem conexão.

Sua história de protagonismo se iniciou aos 13 anos. Tudo começou quando o pai comprou um rádio de pilha para a família. Roberto foi logo abrindo o equipamento para entender como ele funcionava. Afinal, como alguém poderia falar dentro daquele aparelho?

Aos 15, ele começou a fazer um curso de eletrônica por correspondência no Instituto Universal Brasileiro. Com isso, começou a fazer pequenos consertos em forrageiros (cortadores de capim), rádios, motores, eletrodomésticos e outros.

Aos 16, a energia e a televisão chegavam em sua casa. Lá ele descobriu um mundo jamais imaginado que o despertou para interesses ainda mais profundos. Programas de ciência, em especial os de Carl Sagan (um importante divulgador científico), o consumiam. Foi também pela TV que soube da existência da Embraer, onde nutriu sua vontade de trabalhar, pois, para ele, fabricar aviões era o mesmo que criar naves que pudessem o levar ao espaço como via nos programas televisivos.

Aos 21, vendeu sua bicicleta motorizada, comprou uma passagem de ônibus e partiu para São José dos Campos, sede da Embraer, a mais de 2.700 km de distância. Vendendo roupas, conseguiu pagar um curso técnico de eletrônica, certificação que garantiu um emprego dentro da Embraer.

Seu trabalho consistia em instalar painéis em aviões. Entretanto, em busca de mais dinheiro, passou a vender equipamentos eletrônicos e se interessar cada vez mais por computadores. O negócio deu tão certo que em 1989 abriu uma loja de PCs, onde também fazia manutenção, desenvolvia antenas parabólicas e máquinas para fabricá-las.

Foi através desse empreendimento que ele deu início ao maior plano de sua vida: empreender em sua própria cidade. Por anos a loja de informática financiou seu negócio de internet no Nordeste, seu conhecimento possibilitou a construção de torres e antenas que a Brisanet usou para levar internet via rádio para o Nordeste brasileiro, e os equipamentos de tecnologia e fabricação própria permitiram que sua empresa oferecesse conexão em cidades afastadas a custos acessíveis para a população.

Com o começo da operação comercial da internet no Brasil, em meados de 1996, Roberto começou, enfim, a colocar seu plano realmente em prática. Primeiro, se associou a um colega que tinha um provedor de internet discada para oferecer o serviço em São José dos Campos. Vários testes com placas de rádio instaladas em antenas foram feitos…

Durante muito tempo, Roberto trazia pessoas de confiança de Pereiro para São José dos Campos, a fim de treiná-los para trabalhar em sua investida empreendedora no Nordeste brasileiro.

Em 1998, o sistema começou de fato a funcionar. Com ajuda de algumas pessoas, como um investidor que conheceu em uma feira de tecnologia em São Paulo, e sociedade com alguns irmãos, ele foi administrando o negócio a distância.

A empresa foi crescendo aos poucos, sempre investindo em qualidade de serviço no treinamento de funcionários que fossem capazes de lidar com os contratempos que surgiam na complexa ideia de levar conexão de internet ao semiárido brasileiro, e claro, na consciência de protagonismo que Roberto foi desenvolvendo ao longo de sua vida.

Em 2010, a Brisanet já era a maior operadora de internet a rádio do Brasil, com mais de 30 mil clientes em 150 cidades. Para suportar a expansão da empresa, a Brisanet foi uma das empresas pioneiras no manuseio de conexões via fibra óptica no Brasil.

Hoje, a Brisanet leva conexão via fibra óptica para uma rede de mais de 18 mil quilômetros. É conexão para mais de 115 mil residências de 150 cidades do Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba. Seu sonho de gerar impacto em Pereiro aconteceu! A empresa emprega, apenas na cidade (de 16 mil habitantes), mais de 400 pessoas, fora outras mais de 900 que trabalham em outras regiões em que a Brisanet atua.

Queremos que você se torne o melhor do seu mercado!

Transformar negócios está em nossa alma! Nós preparamos os donos de negócios e suas empresas através de consultoria, palestras, treinamentos e mentoria, para ser dono da sua história, transformando positivamente os resultados do seu negócio numa jornada de desenvolvimento e prosperidade.

O método Vire o Jogo já foi testado e comprovado por muitas empresas. Nosso objetivo é preparar os donos de empresas a se transformar no melhor de seu mercado através de uma equipe engajada que bate todas as metas.

Quer saber mais? Se inscreva em nossa lista vip para receber os conhecimentos de valor que o ajudarão a virar o jogo em seu negócio!

© 2020 por CarlaWeisz Consultoria